Quem sou eu

Minha foto

Nascido em Erechim-RS em 1964, no ano seguinte a familia veio morar em Porto Alegre capital do Estado do Rio Grande do Sul- Brasil.
Formado em Química Industrial, Especialista em Engenharia da Qualidade e Mestre em Química, foi executivo de diversas organizações e consultor em gestão empresarial, atuando em diversas entidades públicas e privadas nas áreas de serviços, indústrias, agronegócios, ONGs e outras.
Tem na música e na leitura seus principais lazeres.
Busca constamente observar a vida, aprender e fazer diferença no mundo, não apenas como um mero participante de um momento histórico da humanidade.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Tudo finda...

A ano de 2011 está acabando e com ele o Manifesto Bonsensista se encerra como projeto.
Mas 2012 se inicia e, pleno de novas esperanças, simplicidade e bom senso, vamos começar novos projetos.
Este período é relevante na história da humanidade pagã e cristã, religiosa ou não. Permite refletir sobre o passado e planejar o futuro, como se fossemos unicamente responsáveis pelo que vai acontecer.
No entanto percebemos que que não somos unicamente responsáveis pelos acontecimentos. Ações de outros seres humanos influenciam nossas decisões e ações e são influenciados por estas em contrapartida. E não é só isso. Há os fatores aleatórios. Nessa mistura surge o que chamamos de realidade, que pode ser de nosso agrado ou não. Em ambos os casos temos o que fazer. Lutar pra manter, lutar pra mudar ou esperar pra ver.
Porém se não somos unicamente responsáveis pela realidade, toda realidade é fruto do que individualmente fazemos e portanto somos responsáveis por tudo que acontece quer lutemos ou não.
É preciso que mudemos as premissas de nossa sociedade, fazendo com os direitos humanos sejam fundamentalmente a constituição de nossas nações. Somente deste ponto de partida é que novas realidades para seres humanos serão construídas.
O resto já foi dito, escrito, explicado e está pronto para ser aproveitado por quem quiser, visto que é público.

Mas como você está?

  • Alimentado(a), com saúde, tem um trabalho, uma ocupação? 
  • Dedica-se à construção da arte, do esporte, da ciência, da religião ou da cultura? 
  • Tem sonhos e busca realizá-los? 
  • Enfrenta dificuldades, buscando superá-las? 
  • Tem amigos(as) e pessoas que você ama ou estima de forma mais especial? 
  • Você ama e se sente amado(a) por alguém?

Se você respondeu sim a todas estas questões, parabéns, você tem tudo pra ser feliz. Se respondeu não, provavelmente existe um espaço vazio a ser preenchido. Em qualquer caso há inúmero motivos para recomeçarmos pois somos eternamente responsáveis pela nossa própria vida.
Desejo, do meu mais profundo sentimento de humanidade que todos sejamos capazes de iniciar o novo ano no sentido de assegurar afirmações a todas as questões acima.
Mas convido a cada um que dê o primeiro passo no sentido de agir ética e humanamente. Que antes de agir pense nas consequencias humanas de forma empática. Não tenha medo de assumir seus erros e de corrigir suas falhas. Que se inicie o processo de construção de uma nova sociedade de paz, felicidade e harmonia onde  todos os direitos e benefícios sejam usufruídos por pessoas honestas, justas e humanas.
Desejo que os sistemas sejam construídos para beneficiar os seres humanos e que toda desumanidade seja abolida.
Desejo um futuro de paz, harmonia e felicidade. Mesmo que o fim do mundo seja em 2012, lembre que somos privilegiados por podermos testemunhar a realidade do universo e que nos foi dada uma oportunidade de ser feliz.
Que enquanto houver um minuto de vida estejamos lutando pela felicidade da humanidade, pois não somos um, somos todos.
Sempre de forma simples assim, mas recheado, lavado e enxaguado no bom senso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário