Quem sou eu

Minha foto

Nascido em Erechim-RS em 1964, no ano seguinte a familia veio morar em Porto Alegre capital do Estado do Rio Grande do Sul- Brasil.
Formado em Química Industrial, Especialista em Engenharia da Qualidade e Mestre em Química, foi executivo de diversas organizações e consultor em gestão empresarial, atuando em diversas entidades públicas e privadas nas áreas de serviços, indústrias, agronegócios, ONGs e outras.
Tem na música e na leitura seus principais lazeres.
Busca constamente observar a vida, aprender e fazer diferença no mundo, não apenas como um mero participante de um momento histórico da humanidade.

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Futuro do Universo pode estar influenciando o presente

Futuro do Universo pode estar influenciando o presente: O Universo pode ter um destino definido, e esse destino já traçado volta no tempo para influenciar o passado. 
O que importa é estarmos cientes de que é possível perceber diferente, ter pontos de vista diferentes e ampliar nossos contextos para outras formas de vida social, política e econômica.
Por vezes parece que não somos capazes de conceber uma forma de viver onde todos os humanos sejam humanos. E onde todos os desumanos não façam parte. 
A humanidade é merecedora de todos os direitos humanos por que é cumpridora de todos os deveres humanos. Os desumanos abrem mão por sua escolha de serem tratados como humanos, pois não o são na justa medida de sua desumanidade.
O link acima nos ajuda a perceber que não há limites no pensar, e que mesmo na nossa insignificância diante do universo, não é possível aceitar a injustiça, a infelicidade e a miséria por causas oriundas do modo como concebemos e deteminamos o funcionamento social beneficiando alguns e desprezando muitos.
Criamos mitos carnais e os tornamos maiores do que eles mesmos. Entendo que a mitificação de políticos como seres especiais é a mais profunda expressão de nossa baixa auto-estima. É como torcer para o Flamengo do Rio de Janeiro sendo cidadão nascido e criado em São Luis do Maranhão, ao invés de lutar para a grandeza do MAC, Moto Clube ou Sampaio Correa. E acredito que a introjeção de uma sensação de incapacidade de transformação no ser humano comum facilita a mitificação do "Salvador da Pátria".
Entendo que o sofrimento humano é a mola de sustentação de muitas estruturas religiosas e políticas. Se este problema for resolvido, e pode ser facilmente resolvido, a geração de insegurança financeira em supostos poderosos é inevitável, assim como a luta pela manutenção do status quo. Luta essa normalmente anônima e sem rosto, o que a torna covarde, além de insana e injusta.
Não há espaço ou razão plausível para sofrimento humano por razões econômicas, sociais, políticas ou bélicas. O fato é que somos todos humanos enquanto respeitamos a humanidade do outro. E somos excluídos da humanidade por nossa escolha quando praticamos o contrário.
E o futuro virá independente de nossa vontade. E agora podemos até dizer que ele virá não só como consequência do presente, mas como causa dele. E espero que seja para que a humanidade tenha plenitude de vida e felicidade.
Simples assim, mas pleno de bom senso.

P.S. Quem você pensa que é? Resposta/link abaixo.


Na sua viagem ao maior planeta do Sistema Solar, Júpiter, a sonda Juno, lançada no passado dia 5 de Agosto, conseguiu captar uma impressionante imagem do nosso pequeno planeta, a Terra, e o seu satélite, a Lua.

O investigador principal do projeto Juno, Scott Bolton, reconhece que “é uma visão que temos poucas vezes e que nos ajuda a ter a perspectiva do nosso lugar no Universo.” O ponto do lado esquerdo da imagem é a Terra e o ponto do lado direito da imagem é a Lua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário